Paginas

terça-feira, 29 de maio de 2012

A tela do meu coração!


      Sinto-me uma pintora e faço parte da Arte chamada Amor, porém acho que meus olhos viraram pincéis e pintaram na tela do meu coração, cada momento contigo o teu olhar o teu sorriso; A tela estava linda, quase que virando um quadro, já estava até procurando qual moldura para enfeita-la, havia sete molduras, mas só uma me chamava a atenção aquela que nela estava escrito o teu nome em itálico, á peguei e guardei em algum lugar para depois usá-la, mas enquanto pintava a tela percebi que chegava algumas pessoas  para me observar a pintar, criticas vieram me aborrecendo e me faltava palavras para responder as ironias que tanto me feria.
           E eu ali, dava vida a pintura, pois o meu mundo era pintar, porque eu pintava você, eu conversava com o personagem da tela, e enquanto lhe olhava  lagrimas escorriam em meu olhar, e cada pessoa que dizia que não conseguiria dar um acabamento perfeito, minha mão ia desfalecendo e por um descuido meu, em um piscar de olhos  topei nos potes de tinta, borrei com o pincel o que eu criava e escorrendo a aquarela ocultando o que havia caracterizado, e em desesperança deparei-me que o meu amor e esforço foi em vão.
           As pessoas se foram depois dos apontamentos de dedos,  guardei a tela em um baú, a qual lhe dou o nome de memória, sinto saudades de pintar o romance retratado, sinto falta de delinear as tuas cativantes expressões.
           Talvez algum dia eu volte a maquia-lo o painel, mas no momento sinto-me impossibilitada de voltar a produzir o mesmo efeito, entretanto procuro algo para me inspirar, e não acho, por que em mundo real, a inspiração eu encontrava em você.





Lisandra P.

Um comentário:

  1. Saudades dessa maravilhosa escritora... Seus escritos de alma denotavam uma alma frágil e sentimentos à flor da pele... Qual seria o motivo dela haver desaparecido? Provavelmente pois sua alma encontrou uma fortaleza/abrigo.

    ResponderExcluir