Paginas

segunda-feira, 28 de maio de 2012

É preciso sorrir!

      Sei que as vezes nada está indo bem que por mais que o coração quer chorar, é preciso sorrir.
Tem dias que se sentimos como um passarinho na gaiola, ele canta e todos pensam que ele está feliz, mas como vamos saber o que está atrás daquele canto tão lindo será felicidade ou tristeza? Mas ele canta sabe por quê? Porque cantar é o único meio dele expressar o que sente, ele canta e canta bonito! As penas dele está caindo  e perdendo a cor, mas ele canta porque talvez seja o único meio de trazer consolo e paz...
           As árvores passam por momentos muitos difíceis no inverno ela perde a beleza das folhas e fica com galhos secos não são consideradas belas nesses tempos, e nem tem flores para ser enfeitada e exalar seu aroma trazendo um clima de amor e romance e os ventos de Agosto balança ela para um lado e para o outro, as vezes até quebrando alguns galhos...
As formigas elas veem nós humanos como monstros gigantes, mas nem por isso deixa de andar pra lá e pra cá pegando as folhinhas enfrentando o perigo de chegar o seu fim.
           As vezes temos que nos comparar a natureza e suas metamorfoses da vida, quando estamos aprisionados tristes, não deixe de sorrir embora a vontade seja grande de se desmanchar em lagrimas, talvez sorrindo você conseguirá ter um pouco mais de consolo e paz como um pássaro a cantar, e vindo os problemas fazendo com que pareça até que não somos tão belos mas não devemos esquecer que depois do inverno é primavera em flores e nessa caminhada que prossigamos as dificuldades e as angústias parecem serem gigantes, e que vamos ser pisados e massacrados por elas, mas sejamos como a formiga e o seu exemplo de vida.
          Lutamos, enfrentamos os dias difíceis, buscamos meios para alcançar nossos sonhos embora às vezes pareça impossível, cremos e acreditamos em Deus todo poderoso, pois já que nascemos tenhamos forças para crescer, anime-se, não vamos parar no meio da estrada talvez não encontre alguém que nos leve a nosso desejado ponto de chegada, vamos  virar cometas pelo espaço dessa vida convenha-nos brilhar como as estrelas de um anoitecer, vamos amanhecer aquecido como o sol prontos para iluminar mais um dia, arranque o lenço do bolso enxugue as lagrimas, vistas as armaduras, corra para a guerra e grite bem alto: Eu vou vencer! E sorria para a vida que ela irá sorrir para você! 
         Essas palavras saem exprimidas, não sei ao certo de onde elas vem, talvez seja de algum lugar chamado Fé... É o que me resta, Fé em Deus que o tempo será responsável de descobrir os grandes enigmas dessa vida.


Lisandra P.




Nenhum comentário:

Postar um comentário