Paginas

sábado, 19 de maio de 2012

Amor Angelical


     Anjo sem asas, anjo humano, em meio de tantos momentos em meio de tantos meses em meio de tantos  meios você veio, olhei como se você fosse iguais os outros humanos, tive um olhar como se fosse mais um desconhecido, apenas mais uma pessoa de tantas que avia visto antes e que queria conversar comigo, passando em minha vida deixando nenhum significado, relembrando só no tempo atual, mas depois esquecido....

      Mas foi diferente, um anjo que não veio com feixes de luz, voando numa noite de céu estrelado, batendo asas e que todo mundo notaria a sua presença radiante, não estou retratando um conto de fadas de um amor entre anjo e humano, mas sim a realidade de um começo de uma história  que estava preste acontecer, diferente de todos os outros anjos acabei por não notar sua presença, não querendo me envolver, mas tudo foi tão rápido com esses modos angelicais me convencendo que aos poucos por me deparar, percebi que algo novo estava brotando dentro de mim, apenas um gostar que depois virou-se por amar, o começo de um amor tão lindo, a construção de sonhos de um futuro, as diferenças e principalmente o quanto tinha coisas iguais um do outro, pensamentos iguais e gostos iguais foi como "um enviado de Deus" fazendo-me á acreditar em algo que não devia ter parado de acreditar e me dando forças para isso.

       Anjo te  contei os meus medos e além do mais ouviste a minha voz de choro e tristonha, mas depois do choro me fez sorrir como se não houvesse chorado fazendo com que eu tivesse paz, tiveste palavras tão singelas vindas de Deus foste anjo, foste amigo, foste minha alegria de poucos dias,  foste minha posse de amor por tão pouco tempo...agora tu és apenas rastros de esperanças e saudades.


Lisandra P.

Nenhum comentário:

Postar um comentário